• http://www.aveiro.com.pt

Diretório de Empresas


Publicite Aqui

Visitas

HojeHoje144
Esta SemanaEsta Semana1908
Este MêsEste Mês10273
TOTALTOTAL1037794
Statistik created: 2019-12-10T23:24:18+00:00
Rádio TerraNova
Notícias
  • Investigadores da Universidade de Aveiro foram distinguidos com bolsas europeias no valor de 4 milhões de euros.
    Ter, 10/12/2019 - 21:10

    Investigadores da Universidade de Aveiro foram distinguidos com bolsas europeias no valor de 4 milhões de euros.

    Luís Mafra e Nuno Silva foram abrangidos pela atribuição de Bolsas de Consolidação do Conselho Europeu de Investigação.

    Os dois investigadores do CICEC, Instituto de Materiais de Aveiro, laboratório associado da UA, reforçam o lote de bolsas que "premiam" a investigação aveirense.

    Considerando este um “excelente resultado”, o Vice-reitor da UA para a área de investigação considera que esta notícia se enquadra na estratégia da atual equipa Reitoral que “pretende uma forte e crescente internacionalização da sua investigação e valorização dos seus investigadores”.

    Este resultado, afirma ainda Artur Silva, “é uma consequência da excelente qualidade da investigação que se realiza na UA e do entusiasmo que muitos investigadores e responsáveis, desde a Reitoria às unidades de investigação, sem o qual este feito não tinha sido conseguido, mas também dos serviços de suporte que diariamente ajudam a construir esta atmosfera saudável de crescimento constante”.

    “A aposta e suporte que temos vindo a dar vai continuar nas próximas candidaturas às bolsas ERC e a oferta que indicamos logo no início do mandato continua presente – quem obtiver uma bolsa ERC terá uma posição na UA. Estamos a apostar e a apoiar, e continuaremos, as candidaturas aos projetos do Horizonte Europa e às ações e Marie Curie”, esclarece ainda o Vice-reitor.

    As bolsas atribuídas à UA foram duas das quatro bolsas atribuídas este ano a instituições portuguesas.

    Neste concurso europeu, foram distinguidos 301 investigadores de 24 países, cobrindo um vasto leque de temas em ciências físicas e engenharia, ciências da vida, assim como nas ciências sociais e humanidades. A ERC recebeu, neste concurso, 2.453 bolsas.

    Luís Mafra, 41 anos, investigador principal em espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear, é coordenador do projeto “Unveiling CO2 chemisorption mechanisms in solid adsorbents via surface-enhanced ex(in)-situ NMR” que mereceu o financiamento europeu.

    Com este trabalho procura aprofundar a compreensão à escala molecular das interações nas superfícies gás-sólido, o que permitirá conceber materiais porosos com propriedades adsorventes melhoradas para captura de dióxido de carbono.

    Luís Mafra concluiu o doutoramento, pelas universidades de Aveiro e de Caen (França), em 2006, ingressou no CICECO em 2007 e fez um pós-doutoramento no Max Planck Institut für Polymerforschung, Mainz (Alemanha), concluído em 2011.

    Foi distinguido com os prémios Celestino da Costa/Jean Perrin (2006) e António Xavier-Bruker prize (2009).

    Para este investigador da UA, a atribuição da bolsa significa “reconhecimento pelo trabalho desenvolvido, oportunidade e responsabilidade”. Durante os próximos cinco anos, a verba disponibilizada permitirá consolidar o grupo de trabalho, através da contratação de investigadores juniores e seniores de modo a fazer face aos desafios deste projeto multidisciplinar.

    Nuno Silva, 42 anos, dedica-se ao desafio da representação em imagem da temperatura a três dimensões, sem fios, de modo a que seja possível a determinação da temperatura, por exemplo, durante a ablação de tumores pelo calor.

    É esse o objetivo genérico do projeto, agora financiado, com o titulo “Rise of the 3rd dimension in nanotemperature mapping”. Nuno Silva trabalha como investigador principal no CICECO, desde 2008, no desenvolvimento de nanopartículas magnéticas, nanotermómetros e hipertermia.

    Fez o doutoramento na UA (em 2006) e foi distinguido com uma bolsa do Conselho de Investigação Espanhol, enquanto investigador da Universidade de Saragoça (onde esteve de 2007 a 2009).

    O investigador entende que a decisão da ERC representa “um grande desafio e, simultaneamente, um enorme compromisso de modo a que cada euro da verba disponibilizada se transforme em conhecimento com valor e em tecnologia proveitosa”. Nos próximos cinco anos esta bolsa ERC permitirá, também, a consolidação do grupo de trabalho contratando mais de 10 investigadores.

    As bolsas ERC/Consolidação são atribuídas, por cinco anos, a investigadores notáveis de qualquer nacionalidade e idade, com sete a 12 anos de experiência após doutoramento e um currículo científico muito promissor.

    O ERC (European Research Council), instituído pela União Europeia em 2007, é a mais importante organização para financiamento de investigação de excelência e temas de fronteira. O ERC atribui quatro tipos de bolsa: Iniciação, Consolidação, Avançadas e bolsas de Sinergia. Há ainda um quinto tipo, a Prova de Conceito que procura apoiar na passagem entre a investigação de ponta financiada com estas bolsas e as primeiras fases de entrada no mercado.

     

     

     

    Texto e foto: UA

    Tópicos: 

    Categoria: 



  • Ílhavo apresenta, esta quinta-feira, Plano Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas.
    Ter, 10/12/2019 - 21:06

    Ílhavo apresenta esta quinta-feira, dia 12, o Plano Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas.

    O trabalho arrancou em 2015 no âmbito da Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas, com responsabilidade técnica do Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano e com a parceria do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar da Universidade de Aveiro, do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa e o apoio do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR).

    Este documento pretende assumir-se como um guia da ação do Município, apostado em medidas preventivas em área sensível da emergência climática.

    Os efeitos da subida do nível do mar são tomados como o principal desafio.

    A sessão pública de apresentação está marcada para as 9h30 desta quinta na Fábrica das Ideias, na Gafanha da Nazaré.

    A abertura está marcada para as 10h com Marcos Ré, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Ílhavo e Vereador do Ambiente e da Adaptação às Alterações Climáticas (Mar e Ria).

    Haverá intervenções sobre Fundos Comunitários com Helena Azevedo, Presidente da Comissão Diretiva do POSEUR, e sobre o plano a cargo de Sérgio Barroso, Diretor da CEDRU.

    A presidente da administração portuária fala sobre a “Adaptação Climática e o Porto de Aveiro”.

    Categoria: 



  • Aveiro: Firmino Ferreira avança para a liderança do PSD de Aveiro.
    Ter, 10/12/2019 - 18:46

    O presidente da Junta de Oliveirinha, militante do PSD, é candidato à liderança da concelhia Social Democrata de Aveiro e não esconde que vai à corrida por um tempo novo, com “um partido liderante e tolerante” e uma liderança na qual “todos os sociais democratas se revejam”.

    O processo eleitoral, marcado para o início de Janeiro, evidencia a mobilização de autarcas de Junta e um elo comum pelo apoio à candidatura de Luís Montenegro à liderança do PSD.

    Firmino Ferreira assume interesse na abertura de novo ciclo por considerar que o Partido precisa de “novo impulso”.

    “A decisão de me candidatar a Presidente da Concelhia do PSD é motivada pela vontade de dar um novo impulso ao Partido no concelho de Aveiro, motivar os militantes para uma participação mais ativa, interagir e viver o novo Aveiro com os aveirenses e com a comunidade. Esta minha disponibilidade colheu o incentivo de inúmeros militantes sociais democratas do PSD e da JSD, de todos os colegas presidentes  de junta  e de um conjunto de autarcas em funções”.

    Reforçar o posicionamento de Aveiro no quadro distrital, romper o passado e abrir um novo ciclo são apostas assumidas na ida às urnas.

    “E finalmente porque tenho a convicção que a maioria dos nossos militantes, também eles querem um novo impulso e uma presença forte do partido no concelho, com ideias, com intervenção e com ambição para que Aveiro continue na senda do progresso.

    Atento ao próximo ciclo eleitoral, com autárquicas no horizonte, o autarca de Junta diz que é importante dar estabilidade para defender a maioria.

    “As eleições autárquicas são um desafio que queremos ganhar para continuar o excelente trabalho que os nossos autarcas tem feito por todo o concelho seja na Câmara, seja na totalidade das freguesias do concelho de Aveiro”.

    Aguarda-se a reação da atual equipa liderada por Vítor Martins admitido-se a apresentação de uma lista de continuidade.

    Categoria: 



  • Ciclaveiro aposta no projeto 'PedalAdar'.
    Ter, 10/12/2019 - 17:49

    A Associação 'Ciclaveiro' regressa com o projeto 'PedalAdar'. É uma campanha de recolha de bicicletas de adulto e de criança.

    A Associação pretende, com esta iniciativa, "dar uma nova vida às bicicletas encostadas nas garagens, permitindo que estas possam ser novamente utilizadas por quem precisa". As bicicletas recolhidas serão reparadas por voluntários nas 'Cicloficinas' que a Ciclaveiro promove mensalmente e posteriormente oferecidas a Escolas e a instituições parceiras e que manifestem interesse.

    Esta recolha pretende também incentivar as Escolas à promoção e à aproximação e familiarização das crianças e das famílias com a bicicleta desde cedo, oferecendo as bicicletas doadas e reparadas às Escolas que pretendam promover a sua utilização.

    Joana Ivónia diz que Aveiro tem condições únicas para promover o uso da bicicleta e mesmo que nem sempre a Associação esteja de acordo com as políticas de mobilidade da Autarquia, é possível desenvolver modelos para incentivar o uso da bicicleta. (com áudio)

    A entrega pode ser feita num dos três pontos parceiros de recolha permanentes na cidade de Aveiro, (Casa Martelo, Oficina de Música de Aveiro e Núcleo da Bicicleta da Associação Académica da Universidade de Aveiro).

     

     

    Categoria: 



  • Aveiro "merece um Hospital a sério (...) não faz sentido que esteja dependente de Coimbra ou do Porto" - Bastonário da Ordem dos Médicos.
    Ter, 10/12/2019 - 16:25

    O Bastonário da Ordem dos Médicos e o Secretário de Estado da Saúde estiveram no encerramento do Congresso Nacional dos Médicos de Saúde Pública, em Aveiro.

    Este encontro, com cerca de 100 profissionais, decorreu no Centro de Congressos, subordinado ao tema 'O papel do Médico de Saúde Pública no século XXI'.

    A falta de recursos humanos e os meios financeiros cada vez mais exíguos são realidades que a saúde pública sente no dia a dia e sobre os quais, Miguel Guimarães deixou um aviso ao poder político. "Aveiro devia ter um Hospital a sério (...) não faz sentido que esteja dependente de Coimbra ou do Porto", vincou oBastonário da Ordem dos Médicos. (com áudio)

    Ricardo Mexia, Presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, adverte para as consequências dos cortes orçamentais. (com áudio)

    Encontro científico organizado pela Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública como espaço de partilha e debate, potenciador do conhecimento e da organização do trabalho e papel do médico de Saúde Pública no reforço do reconhecimento, por parte da população, da importância da proteção e promoção da saúde, e prevenção da doença. Esta terça-feira estiveram em destaque os plenários 'Saúde em Todas as Políticas' e 'Contratualização em Saúde Pública'.

    O Secretário de Estado da Saúde esteve na sessão de encerramento.

     

    (em actualização)

    Categoria: 



  • Florinhas do Vouga e Agrupamento de Escolas da Gafanha da Nazaré assinaram protocolo.
    Ter, 10/12/2019 - 16:01

    No âmbito da comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos, as Florinhas do Vouga e o Agrupamento de Escolas da Gafanha da Nazaré assinaram hoje um protocolo de parceria no âmbito do Projeto 'Gafe Bike Lab' que reabilita bicicletas destinadas a beneficiários dos serviços das respostas sociais.

    As "novas" bicicletas serão entregues à instituição "para serem utilizadas como meio de transporte como forma de promover a integração social e profissional destes beneficiários ao mesmo tempo que se fomenta a sustentabilidade".

    Categoria: 



  • Projecto Traseafood apresentado no ECOMARE.
    Ter, 10/12/2019 - 15:22

    O Ecomare recebeu, esta terça-feira, o Seminário de apresentação de um projeto sobre Rastreabilidade da Origem Geográfica como uma 'Via de Valorização Inteligente dos Recursos Marinhos Endógenos'.

    Evento realizado esta tarde no Laboratório para a Inovação e Sustentabilidade dos Recursos Biológicos Marinhos da Universidade de Aveiro (ECOMARE), localizado junto às instalações da DocaPesca no Porto de Aveiro, Gafanha da Nazaré.

    O projeto tem como objetivo "rastrear o local de origem de recursos endógenos marinhos capturados ou produzidos ao longo da costa oeste e sudoeste da Península Ibérica com recurso a assinaturas elementares ou bioquímicas". (com áudio - Ricardo Calado, coordenador do projecto)

    "Num esforço sem precedentes para desenvolver um quadro integrador para a rastreabilidade da origem geográfica de produtos alimentares marinhos serão consideradas espécies como espargo do mar, alface do mar, chorão do mar, mexilhão, berbigão, ameijoa boa, ostra do Pacifico, polvo, percebes, sardinha, cavala, carapau, dourada e robalo".

    A seleção das espécies foi baseada no seu valor comercial e no potencial valor agregado após certificação de origem.

    A seleção das espécies e dos locais de amostragem "foram estritamente alinhados com as recomendações" da Comissão de Acompanhamento dos Atores-Chave do projeto, "permitindo assim uma transferência efetiva do conhecimento para o mercado, aumentar os benefícios socioeconómicos e assegurar o legado do projeto".

    Com os marcadores usados, os autores do estudo acreditam estar aberto caminho para a certificação de origem e para o combate a práticas fraudulentas.

     

     

    Categoria: 



  • UA a subir posições no Ranking das Universidades Sustentáveis.
    Ter, 10/12/2019 - 10:46

    A Universidade de Aveiro é umas das instituições de ensino superior mais bem cotadas no índice de sustentabilidade.

    Dados do Ranking GreenMetric World University 2019 colocam a UA no 230º lugar a nível mundial entre 780 estabelecimentos de ensino superior de 85 países.

    No ranking de 2018 a UA ficou em 3º lugar nacional e em 408º lugar entre as instituições mundiais.

    Agora garante uma subida para a posição 230 nas categorias avaliadas pelo GreenMetric World University: infraestruturas, energia e alterações climáticas, resíduos, recursos hídricos, transporte e educação.

    Os resultados obtidos nesta edição do GreenMetric, e a subida apresentada em relação ao ano passado, aponta o Vice-reitor Luís Castro, “são compatíveis com as políticas de sustentabilidade assumidas na UA desde longa data, bem com as mais recentes determinações em prol de uma evolução positiva de diversas vertentes de sustentabilidade na Universidade”.

    Em especial, aponta o responsável, “as diversas ações do Grupo para a Sustentabilidade da Universidade têm sido determinantes para mudanças relevantes nesta área”.

     

     

    Categoria: 



  • Aveiro: PDM revisto já está em vigor.
    Ter, 10/12/2019 - 10:22

    O PDM de Aveiro, em versão revista, já está em vigor.

    Conforme publicação no Diário da República de ontem, dia 09 de dezembro, entrou em vigor hoje o novo Plano Diretor Municipal (PDM) de Aveiro.

    Aprovado pela Câmara Municipal e pela Assembleia Municipal, a Revisão do PDM obteve ainda a aprovação por unanimidade da Comissão Consultiva, órgão que integra 33 entidades, incluindo a CMA.

    Ribau Esteves destaca o trabalho realizado pela equipa técnica da autarquia numa visão centrada na “promoção da qualidade de vida para todos, na valorização e integração dos recursos naturais e dos recursos humanos altamente qualificados, apostando na inovação, na investigação e internacionalização, no estímulo à coesão social, à participação e promoção da cidadania ativa e no trabalho em rede entre entidades parceiras, com lugar de destaque para a Universidade de Aveiro”.

    O alargamento de “fronteiras” com a quebra da barreira da EN109 surge como destaque nos mecanismos de planeamento.

    A25 e A17 passam a ser as novas referências quanto a divisões na malha urbana e funcionam como vias de cintura.

    “Dessa Via de Cintura Urbana, claramente estruturante do território, irradiam as vias que são o garante do sistema urbano conexo do Município, das acessibilidades principais a todas as áreas urbanas que constituem o anel que rodeia o núcleo mais central e integram a cidade nova que formalizamos com este novo PDM, nomeadamente, os aglomerados de Cacia, Esgueira, Azurva, Santa Joana, São Bernardo e Aradas, onde grande parte da população habita e onde as vivências e as dinâmicas socioeconómicas e de mobilidade traduzem o caráter claramente urbano de uma cidade nova”.

    Acredita que o documento vai ajudar a reforçar a criação de novos motivos para a atração e fixação de população ao nível de áreas industriais e vias de comunicação.

    “Vivemos pois hoje, dia 10 de dezembro de 2019, um dia histórico e da maior importância para o Município de Aveiro, alertando por esta via todos os Cidadãos, Proprietários e Investidores, para as novas regras do PDM que todos podem conhecer pela consulta ao site www.cm-aveiro.pt e nas interações com os Gestores Políticos e Técnicos da CMA”.

     

    Categoria: 



  • António Alves assume recandidatura à liderança da Associação Académica da Universidade de Aveiro.
    Ter, 10/12/2019 - 10:16

    António Alves assume a recandidatura à liderança da Associação Académica da Universidade de Aveiro. Fala num primeiro ano marcante no seu primeiro mandato e na vontade de seguir para um segundo mandato.

    “O ciclo, que agora finda, marcou-me intensamente. Foi um ano de desafios e crescimento, pautado pelo esforço e dedicação de todos os que me acompanharam nesta jornada. Novos ciclos se avizinham, e hoje, como no dia em que tomamos posse, sentimos um enorme espírito de missão para com os estudantes da UA. O caminho vai só a meio. Envolver, Desafiar e Assumir, é o que propomos à Academia na procura de um caminho de crescimento e afirmação da nossa Universidade”.

    O ato eleitoral está marcado para dia 17 de Dezembro.

     

    Categoria: 



Font changer Font changer Font changer

Notícias

Concelhos

Publicite Aqui

Webfeel