• http://www.aveiro.com.pt

Diretório de Empresas


Publicite Aqui

Visitas

HojeHoje610
Esta SemanaEsta Semana4746
Este MêsEste Mês23917
TOTALTOTAL2022069
Statistik created: 2023-01-27T08:50:42+00:00
Rádio TerraNova
Notícias
  • Museu Marítimo apresenta conversa de mar sobre o imaginário marítimo "em finais de oitocentos".
    Sex, 27/01/2023 - 12:39

    “Tanto Mar!” dá ao Museu Marítimo de Ílhavo atividades para as famílias.

    Oficinas, visitas especiais, conversas e uma nova exposição estão agendadas para este último sábado do mês, dia 28.

    Às 17h, é inaugurada a exposição “Terra Incógnita: Pioneiros do mar português” que desvenda a importância científica do mar nos finais de Oitocentos, um pouco por toda a Europa e, em particular, em Portugal com os primeiros estudos oceanográficos publicados por Baldaque da Silva, Rei D. Carlos de Bragança e Alfredo Magalhães Ramalho.

    Às 18h, há uma conversa de mar sobre o imaginário marítimo em finais de oitocentos, com Cristina Brito, do Centro de Humanidades da Universidade Nova de Lisboa.

    A pensar nos mais novos, às 15h, o Museu Marítimo de Ílhavo abre as portas do Aquário dos Bacalhaus.

    Em “Mergulhador por um dia”, os participantes ficam a conhecer as particularidades desta profissão e os bastidores do Aquário.

    Uma hora depois há a oficina para famílias “Para além do Bacalhau”, onde são dados a conhecer alguns gadídeos, familiares do bacalhau.

    Às 10h, acontece a oficina “Nós no Modelismo/Porta-chaves” que desafiará os participantes a fazer um porta-chaves com um nó.

    Todas as atividades são gratuitas mas implicam inscrições por telefone ou em alternativa por mail.

    Categoria: 



  • Fábrica aquece a temperatura com ciência no inverno.
    Sex, 27/01/2023 - 11:48

    A Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro lança a proposta para um fim de semana de atividades com ciência.

    “Frio, gelo e chocolate quente” é o programa especial para os dias 28 e 29 de janeiro.

    No Laboratório, experimenta-se com rigor os cuidados que devemos ter com as nossas mãos; na Oficina dos Robôs, põe-se à prova a imaginação e o engenho para construir um robô esquiador e ao passar pela “Cozinha é um Laboratório” ninguém resistirá a um protocolo bem doce, recheado de chocolate.

    A atividade “Com creme se vence o frio” acontece às 10h00 e repete às 15h00; a atividade “Perfeito-perfeito é biscoito com chocolate quente!” decorre às 11h00 e às 16h00; e o “Robô esquiador” tem sessões agendadas para as 12h00 e as 14h00.

    Todas as atividades do programa têm 60 minutos de duração e estão disponíveis no sábado e no domingo.

    Tópicos: 

    Categoria: 



  • Basquetebol: FC Porto recebe Esgueira.
    Sex, 27/01/2023 - 11:15

    O Esgueira defronta o FC Porto em jogo da Liga de Basquetebol.

    Partida de abertura da jornada, esta noite, no Dragão Arena, às 20h, com transmissão no Porto Canal.

    A formação de Esgueira atravessa um momento de quebra ao nível de resultados e vai ao Dragão jogar com um dos principais candidatos ao título.

    O FC Porto, de Francisco Amarante, atleta natural da Gafanha da Nazaré, lidera a prova com apenas uma derrota.

    Amanhã, sábado, disputam-se o Ovarense – Imortal às 16h e o Sangalhos – Póvoa às 18h30.

    Destaca-se, ainda, às 19h, o encontro entre Benfica e Oliveirense.

     

    Categoria: 



  • Museu Marítimo de Ílhavo lança 6.ª edição do “Prémio Octávio Lixa Filgueiras”.
    Sex, 27/01/2023 - 10:32

    O Município de Ílhavo e o Museu Marítimo de Ílhavo apresentam a 6.ª edição do “Prémio Octávio Lixa Filgueiras”.

    Iniciativa que premeia a escrita em torno dos Estudos em Cultura do Mar.

    As candidaturas decorrem de 28 de janeiro a 31 de maio e a entrega de prémios acontece em Novembro de 2023.

    O galardão de homenagem ao importante arquiteto português premeia autores de dissertações académicas ou trabalhos de investigação realizados no âmbito da cultura marítima fluvial, nomeadamente nas áreas da História Marítima, Arquitetura Naval, Antropologia Marítima, Arqueologia Naval e Subaquática, Patrimónios Marítimos e Museologia.

    São admitidos a concurso trabalhos de autoria coletiva. Podem concorrer autores nacionais ou estrangeiros, maiores de 18 anos.

    O júri é constituído por quatro elementos: Miguel Filgueiras (representante da família do arquiteto Octávio Lixa Filgueiras), Inês Amorim (Faculdade de Letras da Universidade do Porto), Eric Rieth (Universidade de Sorbonne – Paris) e Nuno Miguel Costa (representante do Museu Marítimo de Ílhavo e Câmara Municipal de Ílhavo).

    O prémio da 6.ª edição do “Prémio Octávio Lixa Filgueiras” será entregue no dia 18 de novembro, no âmbito das comemorações do Dia Nacional do Mar.

    Categoria: 



  • "Artistas Unidos" apresentam no Teatro Aveirense clássico dos anos 30.
    Sex, 27/01/2023 - 10:21

    Os Artistas Unidos apresentam, esta noite, no Teatro Aveirense um clássico do Teatro dos anos 30.

    O espetáculo “Vida de Artistas”, de Noël Coward (1933), é a última encenação de Jorge Silva Melo antes de falecer em 2022.

    Trata-se de um espectáculo conta com a interpretação de Nuno Pardal, Rita Brütt, Pedro Caeiro, Américo Silva, Antónia Terrinha, Tiago Matias, Raquel Montenegro, Ana Amaral, Pedro Cruzeiro e Jefferson Oliveira.

    Apresentou-se no Porto, no Teatro Carlos Alberto, entre 19 a 22 de Janeiro de 2023, e agora chega ao Aveirense numa tour que em 2022 passou por diversas salas do país.

    Noël Coward escreve “Vida de Artistas” para cumprir um pacto celebrado 11 anos antes entre o próprio e os seus dois amigos, Alfred Lunt e Lynn Fontanne.

    “Os Lunt”, como eram conhecidos, tornaram-se o mais celebrado casal do teatro na América mas, em 1921, quando Coward os visitou em Nova Iorque, estavam a começar a viver num alojamento barato para actores em dificuldades.

    Coward também ainda era relativamente desconhecido, mas partilhava com Lunt e Fontanne uma fome por fama e sucesso.

    A produção estreou na Broadway em 1933 e, depois, em Inglaterra, com imediato sucesso crítico e comercial, apesar das suas personagens amorais e da proclamada bissexualidade.

    Uma verdadeira "pedrada no charco" para as visões da época.

    A percentagem de bilheteira dos Lunt foi muito maior na América do que em Inglaterra e Coward, provavelmente, terá antecipado que a peça – com as suas personagens amorais e o subtexto da bissexualidade – poderia não passar de Lord Chamberlain, o então censor oficial do teatro na Inglaterra.

    Foi um imediato sucesso crítico e comercial, levando Coward a relaxar na sua regra habitual de não representar uma peça por mais de doze semanas e a estender a carreira para um total de cinco meses.

    Na última semana de carreira, a polícia teve que ser chamada para controlar as multidões que pediam bilhetes.

    Apesar disto, Coward sentiu que a peça nunca teve o respeito e compreensão merecidos.

    Ao falar sobre as persongens de Leo, Otto e Gilda, Coward revela os seus próprios pensamentos sobre o mecanismos da relação central da peça.

    “Estas criaturas loquazes, excessivamente articuladas e amorais, forçam as suas vidas a assumir formas e problemas fantásticos porque não o conseguem evitar. Principalmente impulsionadas pelo impacto das suas personalidades uns sobre os outros, eles são como traças em torno da luz, incapazes de tolerar a solitária escuridão em redor e de partilhar a luz sem colidir constantemente, ferindo as asas uns dos outros.”

    Jorge Silva Melo frequentou a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e, a partir de 1969, a London Film School.

    Antes de partir para Inglaterra foi um dos fundadores do Grupo de Teatro de Letras. Fundou e dirigiu, com Luís Miguel Cintra, o Teatro da Cornucópia (1973/79).

    Foi realizador de cinema, tendo dirigido uma série de longas-metragens e documentários. Leccionou na Escola Superior de Teatro e Cinema e na Pós-graduação em Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

    Escreveu mais de uma dezena de peças de teatro e tem três livros em prosa e trabalhou como tradutor.

     

    Foto: Jorge Gonçalves

    Categoria: 



  • Gafanha da Nazaré: Alunos incentivados a conhecer mais sobre histórias da sua terra.
    Sex, 27/01/2023 - 09:57

    O futuro Patrono da Escola Básica da Gafanha da Nazaré diz que ao fim de anos de estudo não consegue determinar, em bom rigor, a origem do nome Gafanha que tem sido associado a junco, terreno árido, à existência de leprosos entre outras teorias.

    Fernando Martins, cujo nome vai ser atribuído ao antigo Ciclo Preparatório da gafanha da Nazaré, admite que há um campo de estudo fértil para poder explorar este tema.

    Assume gosto pela investigação e diz que tem sido uma forma de manter a sua vida activa (com áudio)

    A história, património e raízes das Freguesias do Concelho de Ílhavo estiveram em destaque numa Tertúlia Cultural realizada na Escola Secundária da Gafanha da Nazaré.

    Conversa com a presença de atuais e antigos docentes.

    Fernando Martins, Maria Teresa Reigota e João Henriques falaram de experiências diversas ao longo da sua vida e do seu objeto de estudo.

    Antiga Professora primária, Maria Teresa Reigota, lembra que a vida no passado era muito diferente da atual.

    Ainda assim vê algumas marcas desse passado em que a sociedade patrialcal era vincada à mesa e nas possibilidades de cumprir “sonhos de vida”. (com áudio)

    Maria Teresa Reigota mantém dedicação à investigação etnográfica fruto da ligação ao Rancho Regional da Casa do Povo de Ílhavo.

    João Henriques regressou quase duas décadas depois à Escola onde deu aulas no início de carreira.

    É docente e escritor e não esconde que a base documental sobre a história e as estórias do Município de Ílhavo são fonte de inspiração na escrita de romances e outras obras.

    Conhecimento que entende como útil para todos quantos pretendem viver uma vida com fundações sólidas (com áudio).

    Docentes numa conversa que pretende incutir nas crianças e jovens estudantes o gosto pela história das suas terras.

     

    Categoria: 



  • Aveiro: Alunos UA defendem modernização de parques e deslocação do pulmão verde para a área da avenida Europa.
    Sex, 27/01/2023 - 09:41

    Aveiro não tem programa que permita dinamizar os parques e deve apostar na criação de guião para poder ligar os parques e a envolvente mas sobretudo criar atrativos para novos utilizadores dos espaços verdes.

    A melhoria de acessos e lugares de estadia nos parques existentes de Aveiro são elemento crucial para dinamizar estas estruturas verdes que fazem parte da paisagem aveirense.

    É nota comum de projetos apresentados por alunos da Unidade Curricular de Espaço Público Urbano do Mestrado em Planeamento Regional e Urbano, da Universidade de Aveiro.

    O encontro realizado na FNAC, ontem, ao final da tarde, permitiu conhecer as ideias dos alunos sustentadas em trabalho académico que procurou ouvir os cidadãos e conhecer a realidade local.

    O parque Infante D. Pedro deve tornar-se mais acessível a partir de diferentes pontos da cidade e o parque da Baixa de Santo António não pode ser apenas a traseira do edifício do antigo Governo Civil (com áudio)

    Na Forca, os alunos identificam uma área verde muito sujeita às dinâmicas da circulação automóvel.

    Pedem a criação de acessos à zona verde com melhor definição de circuitos pedonais para que os condutores percebam que a velocidade deve ser reduzida numa zona de avenidas.

    E sugerem a criação de uma nova zona verde nos terrenos contíguos ao pavilhão do Clube dos Galitos.

    Nas propostas está a retirada de um posto de combustíveis existente no local e a articulação do novo parque com as escolas (Mário Sacramento e José Estêvão) para criar um novo parque central da cidade (com áudio).

    A renovação de mobiliário, o corte de espécie invasoras, a definição de circuitos e a interligação entre percursos, a relação com o uso automóvel e com a malha urbana envolvente (construções), a superação da Avenida Europa como barreira e a criação de pólos de animação (zonas desportivas, área de espetáculos ou mercados) são algumas das propostas apresentadas neste estudo que promete aprofundamento e desafio à sociedade civil e poder político.

    Com a proposta para a criação de um corredor verde entre a Baixa de Vilar (rotunda do parque de feiras) e o centro de São Bernardo já nas mãos da autarquia, assumida enquanto compromisso eleitoral, os jovens deixaram vincado que o espaço tem potencial pela marca ainda rural do espaço.

    Pedem a qualificação de acessos, manutenção, articulação com a envolvente e definição de áreas que possam acentuar a capacidade rural (com áudio)

    Categoria: 



  • Associação Florestal do Baixo Vouga testa nova técnica de controlo de espécies invasoras.
    Sex, 27/01/2023 - 09:04

    A Associação Florestal do Baixo Vouga testa nova técnica de controlo de espécies invasoras.

    Iniciou, dia 25 de janeiro, uma ação de controlo de invasoras lenhosas, maioritariamente acácia-das-espigas, com recurso a tesouras elétricas.

    Os trabalhos decorreram em Maceda, num talhão do Perímetro Florestal das Dunas de Ovar.

    "Dois anos atrás, a área em causa sofreu um corte de pinheiro-bravo adulto, tendo neste momento uma grande germinação de pinheiro-bravo e de acácia-das-espigas. Estas espécies invasoras competem diretamente com as plantas de pinheiro na sua fase jovem, podendo mesmo comprometer a reposição do pinhal", explica Sarah Ferreira, Técnica Florestal da AFBV.

    A novidade na intervenção da AFBV está no uso de tesoura elétrica, em vez de motorroçadora.

    Sarah Ferreira, esclarece que “este equipamento permite-nos realizar o corte da acácia rentinho ao solo, evitando a rebentação futura da planta, para além de dar ao operador melhor perceção da presença do pinheiro e de lhe facilitar a tarefa, por comparação com o uso de tesouras tradicionais, muito mais exigentes fisicamente”.

    Rui Figueiras, da empresa fabricante Bahco, explica que “este tipo de tesouras é habitualmente usada para a poda de árvores de fruto e que foram adaptados para o trabalho florestal no âmbito de um projeto de inovação com a Navigator Company”. Reforça ainda que “estas iniciativas são extremamente importantes para testar o equipamento em diferentes contextos de trabalho e utilização”.

    "Trata-se de uma ação da nossa equipa de Sapadores Florestais no âmbito do serviço público que nos orgulhamos de prestar", concluiu Sarah Ferreira.

    No arranque dos trabalhos, estiveram também presentes alguns elementos do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, da Câmara Municipal de Ovar e da empresa Bahco, para acompanharem aquele que foi "um teste bem sucedido" de utilização da tesoura elétrica em ações de controlo de invasoras.

     

    Categoria: 



  • Associação Nacional de Assembleias Municipais reúne com Presidentes de Assembleia do distrito de Aveiro.
    Sex, 27/01/2023 - 08:25

    A Associação Nacional de Assembleias Municipais reúne com Presidentes de Assembleia do distrito de Aveiro.

    Encontro “ANAM em Diálogo”, esta sexta, dia 27, às 17h30, na Biblioteca Municipal de Vale de Cambra.

    Análise de diferentes realidades onde são discutidos alguns dos atuais desafios colocados às Assembleias Municipais, assim como outras matérias relacionadas com a organização deste órgão.

    Destaque para a presença de Pedro Silveira, autor do livro “Governo de Portugal", uma obra que, segundo o autor “sinaliza alguns problemas do executivo português à luz do papel dos governantes e dos governados.

    “Porque, na verdade, um governo eficaz e responsivo necessita de cidadãos interventivos, logo, bem esclarecidos sobre o que significa governar”, explica o autor.

    Para Albino Almeida, Presidente da ANAM ”a ANAM em Diálogo surge como uma importante forma de promover rede de contactos de eleitos que, preservando sempre a autonomia do poder local, se confrontam com questões similares como seja a questão dos regimentos, questões procedimentais que muitas vezes se confrontam com lacunas legais e que o diálogo e a partilha ajudam a decidir convenientemente”.

    A associação, que reúne já mais de 200 associados, realizou 25 sessões da “ANAM em Diálogo”, tendo percorrido a totalidade dos distritos e as regiões autónomas dos Açores e da Madeira, bem como as cinco CCDR´s, com o objetivo de promover estes encontros que, para Albino Almeida, “são fundamentais para reforçar politicamente o que se pretende para o território que muitas vezes é comum a vários municípios.”

    Depois de ter marcado presença em todo o território nacional, a ANAM arranca em 2023 com um novo roteiro de contactos.

     

    Categoria: 



  • Aveiro: Autarquia aprova integração de saldo de 37,4 milhões.
    Sex, 27/01/2023 - 08:24

    O Executivo Municipal deliberou aprovar a 1.ª Revisão Orçamental de 2023 que procede à integração do saldo do exercício de 2022 no Orçamento de 2023.

    Trata-se da integração de 37,4 milhões de euros, permitindo logo após a sua aprovação, pela Assembleia Municipal, a utilização formal na gestão da autarquia ao longo do ano.

    A autarquia realça que “toda a verba em causa tem o seu uso definido” no Plano e Orçamento da CMA 2023, ao nível das despesas correntes e em especial ao nível das despesas de capital e investimento.

    O saldo sofreu redução de 6,5% em comparação com o de 2021 que tinha transitado no montante de 40 M€.

     

     

     

    Tópicos: 

    Categoria: 



Font changer Font changer Font changer

Notícias

Concelhos

Publicite Aqui

Webfeel