• http://www.aveiro.com.pt

Diretório de Empresas


Publicite Aqui

Visitas

HojeHoje646
Esta SemanaEsta Semana5106
Este MêsEste Mês19867
TOTALTOTAL1779930
Statistik created: 2022-05-20T08:21:16+00:00
Rádio TerraNova
Notícias
  • Serviços hospitalares refletem sobre dois anos de vida em Pandemia.
    Sex, 20/05/2022 - 10:07

    Os serviços hospitalares refletem sobre dois anos de vida em pandemia.

    Simpósio da Primavera com análise de médicos e investigadores sobre o impacto da Covid 19 na vida dos gestores públicos, profissionais de saúde e comunidade em geral.

    “A pandemia COVID: Balanço e Futuro” é o mote para os dois dias de trabalho, esta sexta-feira e sábado, no Auditório do Departamento de Engenharia do Ambiente da Universidade de Aveiro.

    Abertura às 13h30 com uma mesa redonda sobre a “Gestão da Pandemia”.

    A visão da Administradora Hospitalar (Margarida França), a visão do Médico Infeciologista (Daniel Coutinho), a visão do Médico de Saúde Pública (Rui Leitão), a visão do Diretor do Serviço de Urgência (Francisco Rosmaninho) e a visão da Enfermeira do Gabinete de Gestão de Risco (Ângela Rodrigues) marcam a primeira fase dos trabalhos.

    Segue-se, às 15h30, um painel sobre o “Impacto da Pandemia” com análise sobre o “Impacto Financeiro nas Instituições” (Vitor Leite), Impacto na Saúde Mental (Mónica Almeida), Impacto na Enfermagem (Ana Catarina Pinto) e Impacto nos Internatos Médicos (Nuno Fernandes).

    O dia fecha com programa social em visita guiada ao Museu de Santa Joana.

    No sábado, às 09h00, há uma mesa redonda sobre “Desafios da Abordagem do Doente COVID” e sobre “A Resposta do CHBV ao doente crítico COVID”.

    Às 12h30 realiza-se uma essão de Convidados com Gustavo Carona e Alexandra Malheiro.

    A fechar, análise sobre “futuras direções na abordagem do Doente COVID-19”.

    Segue-se, às 17h00, a sessão de encerramento com a atribuição dos prémios do Concurso de Posters.

     

    Categoria: 



  • Feira do Livro de Aveiro abre portas hoje à noite.
    Sex, 20/05/2022 - 09:36

    A Feira do Livro de Aveiro abre portas para 'conversas com escritores' e eventos culturais em vários locais da cidade de 20 de Maio a 5 de Junho.

    Certame com abertura marcada para hoje às 18h00, e sessão inaugural marcada para as 21h30.

    No Espaço Autores a ação vai começar com a entrevista com a escritora moçambicana, Paulina Chiziane.

    Haverá “Poemas e uma guitarra”, espetáculo de guitarra portuguesa e leitura de poemas com Luísa Amaro e Nanny Lima.

    Sábado, dia 21 de maio, assinala-se o Dia da Poesia com atividades em diferentes locais com destaque para a Praça da República, Escadaria Atlas, Praça Marquês de Pombal e Praça Joaquim de Melo Freitas.

    A partir das 15h00 com conversa com José Pacheco Pereira sobre o tema “O que vamos arquivar destes últimos dois anos?” e às 16h00, conversa com José Milhazes.

    Final de dia, às 21h30, em conversa-concerto com Mafalda Veiga.

    O domingo, dia 21, propõe às 15h00 conversa com Rosa Alice Branco no Espaço Autores e com Carlos Vaz Marques às 16h30.

    Final de dia em sessão com o Grupo Poético de Aveiro, às 21h30, integrada no programa Temporada Cruzada Portugal-França 2022.

    Pela Feira vão passar nomes como Marta Leal, Pedro Mujo, Pacheco Pereira, José Milhazes, Mafalda Veiga, Saphyr Cristal, Rosa Alice Branco, Carlos Vaz Marques, Joana Amaral, Ana Isabel Monteiro, Mia Couto, Rita RedShoes, Adélia Carvalho, M G Ferrey e Nuno Nepomuceno, Rafael Polónia, Rodrigo Guedes de Carvalho, Luís Represas, Raquel Patriarca, Rui David, Luísa Castel-Branco e Margarida Rebelo Pinto.

     

    Categoria: 



  • 'Novo' Navio Museu Santo André reabre hoje.
    Sex, 20/05/2022 - 09:05

    O Secretário de Estado do Mar estará presente na 'reabertura' do Navio-Museu Santo André, na Gafanha da Nazaré.

    A cerimónia de inauguração do 'novo' Navio-Museu Santo André, ancorado no Jardim Oudinot, na Gafanha da Nazaré, está agendada para esta sexta-feira, dia 20, às 18h00, e contará com a presença do Secretário de Estado do Mar, José Maria Costa.

    Após uma obra de requalificação, o Navio-Museu Santo André reabre as portas ao público, a partir do dia 21, "com um novo projeto museográfico que conta com novos espaços e recursos expositivos". A 'casa das máquinas', "o coração do navio", poderá ser visitada pela primeira vez.

    Esta foi a primeira grande intervenção desde que o Santo André passou a navio-museu, em 2001. A obra envolveu um investimento de 1,2 milhões, tendo a União Europeia financiado em mais 700 mil euros.

    Construído em 1948, na Holanda, o Navio Santo André fez parte da frota portuguesa do bacalhau. Com 71,40 metros de comprimento e um porão com capacidade para 1200 toneladas de peixe, era considerado um dos melhores bacalhoeiros do seu tempo. A primeira viagem aconteceu a 27 de fevereiro de 1949 e levou a tripulação até à Terra Nova e Gronelândia. Navegou durante 48 anos.

    Nos anos 80 do século passado, com as restrições à pesca que resultaram na redução da frota, o Santo André foi desmantelado em 1997. Em agosto de 2001, o Santo André iniciou um novo ciclo da sua vida, transformando-se num navio-museu com o objetivo de preservar a memória da pesca do bacalhau de arrasto.

     

    Categoria: 



  • Mulher ferida com gravidade em colisão frontal em Ílhavo.
    Sex, 20/05/2022 - 09:01

    Um choque-frontal, envolvendo dois carros, provocou três feridos, um dos quais em estado grave. O acidente ocorreu ontem às 18h30 na EN 109 na zona do Intermarchê.

    A vítima em pior estado, uma mulher de 20 anos, seguia no veículo com outra pessoa. O outro ferido ligeiro é um homem com 50 anos que conduzia o outro carro envolvido.

    Depois de estabilizadas, as vítimas foram transportadas para as urgências do Hospital de Aveiro.

    A GNR tomou conta da ocorrência.

    Tópicos: 

    Categoria: 



  • Protocolos de cooperação financeira "podem não beneficiar as Juntas" alerta Carlos Rocha (Junta da Gafanha da Nazaré).
    Sex, 20/05/2022 - 08:10

    As dificuldades no acesso a mão de obra e materiais são uma “ratoeira” que pode colocar as Juntas de Freguesia no caminho das derrapagens e no Concelho de Ílhavo há uma Junta que assume que os Protocolos de cooperação financeira não podem ser uma “armadilha”.

    O autarca da Freguesia da Gafanha da Nazaré alerta o Executivo Municipal de Ílhavo para um quadro em que o Governo empurra responsabilidades para as Câmaras e as Câmaras podem ser tentadas a passar essa fatura para as Juntas.

    Carlos António Rocha assegura que não vai permitir essa transferência sem a devida compensação e avisa para os riscos que todos correm. (com áudio)

    Categoria: 



  • Tribunal de Aveiro dá razão à Câmara de Aveiro na alteração do local de venda de bilhetes dos operadores marítimo-turísticos, durante a obra do Rossio.
    Qui, 19/05/2022 - 18:47

    A Câmara de Aveiro, sublinha que no âmbito das obras de requalificação do Largo do Rossio e da Praça General Humberto Delgado "foi necessário proceder à vedação do estaleiro de obra na zona do Largo do Rossio que, sendo em chapa opaca, condiciona de forma relevante a visibilidade e a acessibilidade à atividade marítimo-turística desenvolvida no cais n.º13, pela operadora Appropriate Numbers, Lda e condiciona de forma ligeira a atividade desenvolvida no Cais n.º10-A e n.º 10-B, explorados pelas operadoras Espaço de Experiências Lda. e a Similar Meridian Lda, respectivamente".

    A Câmara Municipal de Aveiro (CMA) decidiu determinar a alteração dos locais de venda de bilhetes referentes às empresas. No entanto, as empresas Espaço de Experiências Lda e a Similar Meridian Lda, não se conformando com o novo local de venda de bilhetes da Appropriate Numbers, Lda decidiram avançar com uma providência cautelar contra a CMA e a empresa Appropriate Numbers, Lda.

    Na sentença agora proferida, o Tribunal Administrativo e Fiscal de Aveiro, conclui que a providência cautelar não se verifica “procedente”, decidindo o seu indeferimento, já que apesar dos condicionamentos criados pela obra, “não está demonstrado nos autos que as requerentes (n.d.r.: Espaço de Experiências Lda. e a Similar Meridian Lda.) tivessem visto a clientela reduzida por efeito da deslocalização da banca de venda de bilhetes” da Appropriate Numbers, Lda.

     

    Categoria: 



  • Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Aveiro em consulta pública a partir de hoje.
    Qui, 19/05/2022 - 18:25

    O Executivo Municipal de Aveiro deliberou aprovar a proposta de Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Aveiro e submeter a proposta a consulta pública, pelo prazo de 30 dias úteis, a contar a partir da data de publicação do respetivo edital, nos locais habituais e no sítio eletrónico da Câmara Municipal de Aveiro. O Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Aveiro é um documento da responsabilidade da CMA, que define as orientações relativamente ao modo de atuação dos vários organismos, serviços e estruturas, a realizar em operação de apoio à população e proteção civil.

    Categoria: 



  • Carlos Miguel é o novo coordenador geral do futebol no Beira-Mar.
    Qui, 19/05/2022 - 18:19

    Carlos Miguel ex-atleta e treinador do Beira-Mar, será o novo coordenador geral de futebol auri-negro, revelou o clube nas suas páginas nas redes sociais. "Vem reforçar a estrutura de recursos humanos", adiantam. "Será mais um elemento com a missão de reforçar a interligação da nossa formação e a equipa sénior, assim como melhorar a organização dos vários departamentos transversais", sublinham.

     

    Tópicos: 

    Categoria: 



  • Município de Oliveira do Bairro avança com expropriação do antigo IPSB.
    Qui, 19/05/2022 - 16:28

    O Governo declarou como urgente a utilidade pública da expropriação da parcela necessária à instalação de estabelecimento de ensino na zona poente do Município de Oliveira do Bairro, onde atualmente funciona a Extensão Frei Gil, garantindo assim o normal funcionamento do ano letivo 2022/2023.

    Segundo o despacho do Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do território, Carlos Miguel, que aceitou o pedido da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, "a expropriação destina-se à criação/instalação de um estabelecimento de educação - Escola Básica, de tipologia de 2.º e 3.º CEB - na zona poente do Município de Oliveira do Bairro - União das freguesias de Bustos, Troviscal e Mamarrosa".

    Duarte Novo, Presidente da Câmara de Oliveira do Bairro, mostrou-se satisfeito com a resposta do Governo ao pedido do Executivo Municipal, revelando que "podemos, finalmente, com a ajuda do Agrupamento de Escolas, assegurar que os nossos alunos, as suas famílias e a economia local não voltem a ser prejudicados, como aconteceu no passado".

    "Quando chegámos ao Executivo Municipal, em 2017, não havia oferta educativa na zona poente do Concelho e os alunos estavam espalhados por outros estabelecimentos, alguns dos quais fora do concelho, com todos os problemas inerentes a essa situação."

    A decisão, até ficar oficializada, terá ainda que obedecer a transmites legais, permitindo, no entanto, que Município tome posse administrativa do edifício e faça um levantamento das necessidades de realização de obras naquela escola, entretanto já recomendadas pela Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGESTE).

    O edil de Oliveira do Bairro refere que "sempre foi nossa intenção manter a atual oferta educativa na zona poente e continuar com este modelo no edifício do antigo IPSB. Neste sentido, fomos trabalhando para encontrar uma solução definitiva, que assegurasse os interesses dos alunos e das suas famílias e, por isso, acredito que, para além de mim, também a população de Bustos e todas as famílias dos alunos que frequentam, ou vão ainda frequentar, aquele estabelecimento, estão hoje muito felizes com este desfecho".

    De relembrar que o pedido da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro para a expropriação do edifício do antigo IPSB, surgiu após conhecida a intenção da massa insolvente em leiloar o antigo IPSB, colocando a autarquia em "risco" de perder a escola, depois da sua proposta de 1,8 milhões de euros para a aquisição deste imóvel ter sido recusada pelos interessados.

    Segundo Duarte Novo, o processo "passou por várias fases e diligências junto de várias entidades, em que a discrição e a cautela foram essenciais para alcançarmos este objetivo".

    Após a conclusão da expropriação da atual extensão Frei Gil da Escola EB 2.3 Dr. Acácio, o Município levará a efeito "obras e outras reparações pontuais necessárias ao arranque do próximo ano letivo e que estão orçamentadas em meio milhão de euros", avançou Duarte Novo, deixando ainda a clara intenção do Executivo de autonomizar a escola, deixando de ser uma extensão.

    Sobre a aposta do Município de Oliveira do Bairro na área da Educação, Duarte Novo confessou estar "muito orgulhoso" do trabalho que tem sido realizado.

    "Em pouco mais de quatro anos, investimos 1,6 milhões de euros na reabilitação da Escola Básica Dr. Fernando Peixinho e vamos ter, pela primeira vez na história do nosso concelho, ensino universitário em Oliveira do Bairro. E agora vamos conseguir, junto do Governo, assegurar o regresso do ensino dos 2.º e 3.º ciclos a Bustos".

    Categoria: 



  • UA desenvolve material que pode revolucionar recuperação nos enfartes de miocárdio.
    Qui, 19/05/2022 - 15:23

    Chamam-se emplastros biopoliméricos.

    O nome parece complicado, mas a função é simples e revolucionária para quem sofreu um enfarte de miocárdio cujo tratamento atual passa meramente por cuidados paliativos ou, em casos mais graves, pelo transplante de coração.

    Desenvolvidos na Universidade de Aveiro (UA), em colaboração com cientistas da Universidade de Helsínquia, estes materiais feitos a partir de recursos naturais podem ser a solução para reparar os tecidos do coração afetados pelo enfarte.

    Produzidos a partir de dois materiais proteicos, gelatina e nanofibrilas de lisozima (uma proteína presente, por exemplo, nos ovos das galinhas), estes emplastros biopoliméricos foram desenvolvidos através da electrofiação, uma técnica que permite a produção de fibras.

    Através deste procedimento, a equipa de investigadores da UA conseguiu obter fibras extremamente longas e finas constituídas por gelatina e nanofibrilas de proteína que se depositam umas sobre as outras, formando um emplastro fibroso.

    Um pouco por todo o mundo, já tinham sido anteriormente produzidos emplastros fibrosos de gelatina, mas as suas propriedades e funcionalidades estavam aquém do que é necessário para ajudarem na regeneração de tecidos de miocárdio de um coração que sofreu um enfarte. A adição destas nanofibrilas proteicas constitui uma estratégia inovadora que permitiu a melhoria de várias propriedades e funcionalidades do emplastro como o desempenho mecânico, a atividade antioxidante e a sua biorressorbabilidade.

    “A adição das nanofibrilas de lisozima resultou num aumento do desempenho mecânico dos emplastros, um fator importante tendo em conta o local onde irá ser implantado o emplastro, o coração”, explica Tiago Carvalho, aluno de doutoramento do CICECO-Instituto de Materiais de Aveiro, uma das unidades de investigação da UA.

    O estudo publicado na revista Advanced Functional Materials, aponta outras vantagens aos recém-desenvolvidos emplastros: especificamente, um aumento considerável da atividade antioxidante, também extremamente importante, pois um tecido danificado, como o miocárdio após um enfarte, contém compostos que danificam ainda mais este tecido através de reações de oxidação, e também uma diminuição do tempo de degradação do emplastro de 45 para 30 dias.

    A propósito desta última propriedade, Tiago Carvalho explica que “é importante que um material implantado se degrade progressivamente, de modo que novas células possam crescer e multiplicar-se nesse local, dando origem a um novo tecido [um fenómeno denominado de biorressorbabilidade]”.

    “Estas melhorias foram alcançadas sem afetar a morfologia inicial, a estabilidade térmica, a biocompatibilidade e a capacidade dos emplastos de incorporarem e libertarem um fármaco”, congratula-se Tiago Carvalho que, a par das investigadoras Carla Vilela e Carmen Freire, investigadoras do CICECO e do Departamento de Química da UA, assinam o estudo que contou também com a participação de cientistas da Universidade de Helsínquia.

    Este trabalho representa um primeiro passo para ajudar à recuperação de quem sofreu um enfarte do miocárdio e que tem atualmente como únicas soluções terapias paliativas ou o transplante de coração, uma operação sempre rodeada de risco, mas que é, de facto, a única forma eficaz de tratamento hoje existente.

    No âmbito deste estudo foram realizados em Helsínquia alguns ensaios biológicos in vitro com estes emplastros biopoliméricos. “O próximo passo será complementar estes resultados com testes in vivo, utilizando modelos animais. Deste modo, ainda faltam alguns anos de investigação até se poder implantar um biomaterial deste género em humanos”, antevê o aluno de doutoramento do CICECO.

    Esta investigação faz parte do projeto de doutoramento de Tiago Carvalho centrado na utilização de fibras proteicas para o desenvolvimento de materiais com o fim de regenerar o miocárdio. O projeto é financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

     

    Texto e foto: UA

     

    Tópicos: 

    Categoria: 



Font changer Font changer Font changer

Notícias

Concelhos

Publicite Aqui

Webfeel